Começando a empreender - Um pouco de história e algumas lições

04/10/2012

Depois de alguns artigos aqui no Openjobs resolvi falar um pouco mais sobre mim. O principal motivo de eu estar escrevendo este artigo é pelo fato de ter observado a quantidade de pessoas que decidem iniciar uma carreira solo, abrir uma empresa, criar uma startup.

Acho isso sensacional, pois é parte da minha história. Mas o que me motiva não é somente esta afinidade com o assunto, eu gostaria mesmo é de compartilhar como foi meu caminho, quais foram minhas dificuldades e por que posso dizer hoje que considero ainda estar no caminho certo.

Não quero ter a pretensão de ser aqui alguém para se admirado, ou de mostrar que esta é a fórmula que deva ser seguida. Apenas quero contribuir com parte da minha história profissional e acredito que muitas pessoas possam se identificar ou se motivar à partir dela.

Começando a empreender - Um pouco de história e algumas lições


Entrei na faculdade de arquitetura na PUCRS em 1999. Apesar de amar arquietura, durante a faculdade sempre me motivei a focar mais em design, design gráfico. Neste período eu e Fabio Sasso (meu amigo, designer e futuro sócio) começamos a falar bastante sobre design, internet e como poderíamos trabalhar juntos em algo que gostássemos.

Desde meu segundo semestre na faculdade eu sempre fiz estágios. Eram 2 turnos na PUC e 1 turno no estágio. Nas horas vagas e intervalos eu ia para o laboratório de informática navegar e estudar. Ah, naquela época ia também na biblioteca ver ótimos livros de design - não sei se ainda há este costume no mundo acadêmico :(

Nos últimos semestres tive menos cadeiras, então me sobrou um turno livre. Tinha as manhãs para estágio, faculdade pela noite e estudava e fazia freelas nas tarde. Nesta época então eu e o Fabio começamos a trabalhar mais forte, ainda cada um em sua casa, criamos um logo, cartoes, um site e então nascia a Zee, em meados de 2004. Criávamos logotipos, cartões, flyers, alguns pequenos sites e então uma lista de clientes ia surgindo. Pouco antes de me formar já estávamos bem atarefados e então tomamos uma difícil decisão: largar nossos atuais trabalhos para investir na empresa.

Já se passaram agora mais de 8 anos, e durante este período acertei algumas vezes e errei muito. Entraram outros sócios, parcerias de empresa, sócios sairam... Com certeza foram, e estão sendo, anos de grandes aprendizados, pessoais e profissionais. Mas o fato de não ter iniciado uma empresa de uma forma brusca com certeza me ajudou bastante. E olhando para trás, eu poderia listar as principais lições que tirei neste período:

1- Procure fazer o que realmente gosta

Pode parecer clichê, mas investir tempo em uma carreira que você não se identifica é muito provável que não será prazeroso e talvez não dure muito. Passamos a maioria do dia trabalhando, é preciso ter gosto pela profissão para dar o sangue e fazer dar certo.

2- Faça com maturidade

Esse é um dos pontos principais. Largar tudo e investir em uma empresa própria é ousado. Se for possível fazer uma transição mais saudável, investindo em estudos, ou até mesmo em trabalho, fora da sua rotina habitual irá fazer você sentir como será esta nova carreira e principalmente terá menos impacto direto na renda mensal.

3- Não se iluda com ideia de liberdade por não ser mais um empregado

Simples, você não terá mais um chefe, mas sim vários, pois cada cliente será um novo chefe!

4- Disciplina

Dispensa muita explicação. Para investir em uma empresa própria é fundamental disciplina para conciliar trabalho com a "liberdade" de fazer outras atividades durante do dia. Foco no trabalho e rotina para os extras, esta é minha dica.

5- Ter companhia para crescer

Eu acredito fortemente que compartilhar os sucessos e os fracassos com alguém é fundamental para o crescimento. Procure uma companhia, um sócio, para trocar ideias, estipular metas, comemorar as conquistas e, é claro, também rir e aprender com o que der errado ;)

6- Responsabilidade

Somos responsáveis para dar ou não certo nosso negócio. Gerenciar equipes, liderar, motivar, organizar, planejar e também por a "mão na massa". São muitos os fatores que irão determinar o sucesso de um empreendedor. Assumir estas responsabilidades nos fazem crescer, como empresa e como pessoa!

Se alguém tiver alguma experiência e desejar compartilhar, quer debater algo que falei ou quer somente dar uma opinião, fique à vontade para comentar o entrar em contato comigo via Twitter.

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Ops! Nenhuma vaga encontrada com esse critério de busca.
Seja nosso parceiro

Ajude a divulgar vagas do Openjobs no seu site ou blog e em troca colocamos seu logo em nosso blog.

Estamos abertos para conversar outros formatos de parceria. Envie email para contato@openjobs.com.br.