Conselho de Steve Martin para trabalhar no que você ama

17/10/2012

Todo mundo já ouviu falar coisas do tipo "trabalhe no que gosta", "faça o que ama", "invista no que você tem paixão", etc, etc. Mas infelizmente nem todos conseguimos trabalhar ou seguir a carreira que gostaríamos, ou melhor, fazer "o que amamos".

Esse cenário que se cria, às vezes utópico, de trabalhar naquilo que mais gostamos na vida e ainda ganhar bem por isso é perfeito, ainda mais com as facilidades que a web propicia hoje. Além de irreal, para muitos parece ser surreal a pretensão de amar o trabalho. Mas vejo que o grande motivo de descontentamento ou até mesmo frustração profissional não começa pelo tipo de trabalho que fazemos, mas está na atitude em como lidar com nosso trabalho.

Deixa explicar melhor. Eu acredito fortemente que nós fazemos nosso próprio destino, criamos nossas próprias oportunidades. Sendo mais direto: mesmo não fazendo o que mais amamos na vida, mas fazendo com vontade, dando nosso melhor e tentando ser, quem sabe, memorável, com certeza seremos notados. Isso gera oportunidades. As pessoas adoram conhecer pessoas que são boas no que fazem. As pessoas adoram falar sobre pessoas que são boas no que fazem.

Li estes dias um artigo, que comenta uma entrevista com o humorista Steve Martin. Perguntado sobre uma frase para inspirar iniciantes, ele disse: "Seja tão bom que as pessoas não irão ignorar você". E Martin termina: "Se você pensar 'Como eu posso ser realmente bom nisso?' as pessoas virão até você." E é exatamente esta minha filosofia, sejá ótimo no que faz que as oportunidades aparecem. Quem nunca ouviu alguém (de sucesso) dizer "...sabe, nunca pensei que iria trabalhar nisso". Muitas vezes nem mesmo sabemos o que gostamos, ou o que queremos ser. Comece por algum lugar, seja bom naquilo, busque a excelência, as oportunidades aparecerão.



Concentre-se no que você é, no que você quer ser. Isso maximiza o potencial para praticar novas habilidades. Quando fazemos algo bem feito passamos a amar aquilo. Depois de reconhecer novos caminhos e seguir uma nova paixão você pode abandonar o mito de que o trabalho perfeito está esperando por você lá fora.

Este artigo do Lifehacker, que comentei acima, é concluído de forma muito concreta, e vou reproduzir na íntegra por aqui:

Pare de se preocupar sobre o que o mundo lhe deve, esqueça justiça e os outros, e em vez disso baixe a cabeça, como Steve Martin, e se esforçe para tornar-se tão bom que não possa ser ignorado. É este objetivo simples - não algum conto de fadas sobre largar tudo para perseguir um trabalho dos sonhos - que vai levar você para uma vida de trabalho que você ama.

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Ops! Nenhuma vaga encontrada com esse critério de busca.
Seja nosso parceiro

Ajude a divulgar vagas do Openjobs no seu site ou blog e em troca colocamos seu logo em nosso blog.

Estamos abertos para conversar outros formatos de parceria. Envie email para contato@openjobs.com.br.