Criando e gerenciando uma equipe remota eficiente

16/08/2012

Estivemos estes últimos meses voltados para implementações no site, mas não esquecemos o blog, e agora estamos de volta com novos artigos por aqui!

Vou procurar abordar toda semana algum assunto relacionado ao dia a dia do trabalho, pois todos nós gostamos de ter um ambiente de trabalho saudável e produtivo, certo? Tem bastante coisa interessante para discutirmos, vou demonstrar um pouco do que tenho vivenciado nestes anos empreendendo, mas ao mesmo tempo quero trocar experiências, pois este é o grande motivo de compartilhar assuntos como estes.

Neste primeiro post vamos falar de algo que sou extremamente adepto e já trabalho há mais de 4 anos nesse sistema, trabalho com equipe remota. Semana passada encontrei este artigo no Inc, escrito por Benjamin Wald, ele apresenta dicas para selecionar a pessoa certa para exercer esse tipo de trabalho remoto na sua empresa. Ele começa instigante: "Nem todo funcionário quer ou precisa estar em um escritório com o restante da equipe". E isso é cada vez mais realidade, principalmente para empresas de internet onde há a liberdade de permitir o contato somente virtual.

Foto: Lifehacker

Abaixo explico algumas das questões levantadas por Wald no momento de criar uma equipe remota:

Escolher pessoas que realmente gostem e já tiveram experiência de trabalhar de casa
Este será o principal ambiente de trabalho desta pessoa. Por mais que hoje existam diversos espaços de coworking e cafés com internet, trabalhar de casa é mais cômodo, é o seu ambiente e além de tudo é muito mais barato.

Utilizar o potencial das ferramentas web
Existem serviços ótimos para gerenciamento e organização das informações de cada projeto. Utilizamos o Basecamp há anos, uma ferramenta excelente para simplificar e melhorar a comunicação entre membros da equipe. Para comunicação não falta ferramenta: Gtalk, Skype e Gotomeeting são somente alguns exemplos. Vídeo, voz ou chat, basta saber a necessidade, testar a ferramenta e decidir a melhor opção.

Escolher qual tipo de serviço ser remoto
Não é todo tipo de serviço que podemos ser 100% virtual. Design e desenvolvimeto são áreas com total possibilidade dessa prática, mas em profissões onde estar de frente com o cliente se faz necessário, uma reunião por vídeo às vezes não é suficiente e não substitui o contato pessoal.

Além destes pontos eu ainda adicionaria mais dois pontos que considero extremamente importante no momento de montar e gerenciar sua equipe remota:

Definir os horários de trabalho para cada membro do time
Cada pessoa tem seu horário onde rende mais, algumas são mais noturnas e outras preferem acordar cedo. Isto impacta no planejamento dos trabalhos, e saber disso é ponto crucial para delegar tarefas e cobrar resultado.

Reuniões rápidas e constantes
Mesmo se tratando de uma equipe remota é necessário manter a "casa em ordem", definir as tarefas do dia, repassar o que ficou do dia anterior e interagir sempre que for necessário. A comunicação constante é fundamental para manter o time engajado e os projetos no prazo.

Trabalhar remotamente não é fácil, requer disciplina e entrosamento, mas os benefícos são diversos, como tempo de locomoção, custo de escritório e até mesmo o fato do talento que você está procurando não estar na sua cidade ;)

E você, trabalha ou já trabalhou remoto? Havendo a oportunidade tentaria ou prefere o fato de estar presente fisicamente na empresa?

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Ops! Nenhuma vaga encontrada com esse critério de busca.
Seja nosso parceiro

Ajude a divulgar vagas do Openjobs no seu site ou blog e em troca colocamos seu logo em nosso blog.

Estamos abertos para conversar outros formatos de parceria. Envie email para contato@openjobs.com.br.