A fim de informar nossos leitores e divulgar nossos parceiros, reuniremos os melhores artigos sobre carreira publicados em cada blog para mostrarmos aqui!
Neste primeiro post você irá conferir artigos dos blogs Freelance Web Designer, Choco La Design, Olhar Criativo, Tonka 3D, Agni Art e Daniel Imamura.

Começando um novo hábito

Dicas para melhorar seu perfil no Linkedin

É quase uma obrigação para quem trabalha com web, ter um perfil em todas as redes sociais. Continue lendo…

Cuidado com seu e-mail

Todo dia a rotina é a mesma: chegar no escritório, ligar o computador e, a primeira coisa a fazer, é abrir o e-mail e conferir a caixa de entrada. Continue lendo...

27 livros em PDF sobre Design, Publicidade e Comunicação

Esse post é especial para aquelas pessoas que buscam sempre bons livros sobre Publicidade, Design e Comunicação. Continue lendo...

Mundo legal e a lei de Direitos Autorais

Prevenção é sempre a melhor atitude para quem trabalha e desenvolve seus produtos com ética e profissionalismo. Continue lendo...

Blogs como vitrines profissionais

No dia 28 de agosto tive a oportunidade de participar do Café Com Blogueiros, um ótimo bate-papo que aconteceu no Buscapé, em São Paulo. Continue lendo...

A Geração Y e a melhoria de processos

Uma das características da Geração Y é sempre acreditar que as coisas podem ser melhores dentro da empresa. Continue lendo...

É impressionante como aumenta o desafio quando queremos criar novos hábitos, que fujam da nossa rotina. Alguns gostariam de ler com mais frequência, escrever diariamente, começar um exercício, enfim, algo que esteja fora do cotidiano de trabalho.

Vejo muitos motivos para termos esta dificuldade, e na minha opinião o principal deles é por se tratar de algo que não é uma obrigação. Temos razões de sobra para colocar foco no trabalho e no fim trabalhamos tanto que nas horas de descanso queremos, claro, descansar. Mas se queremos fazer algo novo, não precisamos somente encontrar tempo para fazer, mas sim, realmente começar a fazer.

Começando um novo hábito



Eu visito o blog Zen Habits, do Leo Babauta, há bastante tempo, acho inspiradores os artigos, me guiam em diversas situações do meu dia. No seu último post, Leo fala exatamente sobre a questão do Hábito e começar. Resumindo o assunto ele diz que "a chave para criar um hábito é começar todo o dia".

"O que quero dizer por começar? Se você quiser formar o hábito da meditação, é só sentar seu bumbum na almofada cada dia. Se você quiser formar o hábito de correr, apenas coloque seu tênis e saia pela porta de casa. Se você quiser formar o hábito de escrever, apenas sente-se, feche tudo em seu computador, e comece a digitar." Leo Babauta

Cito somente algumas das maneiras que Babauta sugere para ajudar a sair desta zona de conforto e criar o hábito de começar:

  • Pense na coisa menor e mais fácil - e comece. Não precisa pensar sequer em 5 minutos, somente em começar.
  • Deixe pronto antes tudo que você precisa para começar. Se precisa de algum equipamento deixe já organizado bem mais cedo, ou talvez na noite anterior. Assim quando for o momento não há empecilhos ou preguiça, basta começar.
  • É sempre mais fácil criar o hábito de fazer coisas no local onde você está, ao invés de precisar pegar um carro ou se locomover até outro lugar;
  • Tente começar pelo nível mais fácil do hábito. Se deseja começar a ler, nao começe por Nitze, uma leitura mais simples ou divertida é melhor, recomendo Agatha Christie por exemplo. Se quiser correr, não tente fazer 10km, corra 5 minutos e caminhe outros 5, faça ser um início prazeroso.

Além disso tudo eu citaria um outro ítem que considero muito importante para dar ânimo de começar, gosto de pensar no resultado. Ler, sabendo que isso nos mantém atualizado, exercita a mente e o raciocínio. Fazer exercício sabendo que isso faz bem para saúde, libera endorfina e nos faz sentir bem. Pois além de exercitar o hábito de começar, uma dica pessoal é o foco na recomepensa, afinal todos nós temos algum motivo para começar algo, certo?

"Faça todo o possível para ser fácil de começar, e difícil de não começar."

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Eu posso dizer que sou um tanto quanto aficionado por lista de tarefas. Se eu não listo algo que tenha que ser feito, seja relacionado ao trabalho como tarefas pessoais, pode ter certeza que vai cair no esquecimento. O que me consola é que muita gente é assim também. O motivo disso é porque gerenciar uma lista de tarefas não é algo fácil, mesmo havendo uma quantidade incrível de aplicativos e métodos para nos auxiliar.

Dica de produtividade: Refazer diariamente sua lista de tarefas

Já testei muitos destes aplicativos e métodos de gerenciamento de to-do's, mas meu método hoje é extremamente simples, funciona bem e não me deixa passar nada no esquecimento. Uso uma única lista, no Google Tasks, no próprio Gmail, pois mantenho meu email aberto o dia inteiro, assim esta lista fica sempre aos meus olhos. Quando se trata de uma lista específica, um determinado projeto por exemplo, então esta lista é feita direta no Basecamp. Vejam bem, isto não é uma dica definitiva, cada pessoa tem quantidades e variedades diferentes de afazeres, e acredito não haver algo genérico que funcione para todos.

E para facilitar um pouco, encontrei essa artigo do blog Day-Timer, onde eles sugerem que a lista de tarefas seja refeita todos os dias, pois faz com que você fique com mais controle do que deve ser feito e priorize as tarefas mais importantes.

Basicamente este processo passa por 4 etapas:

  • Invista 5 minutos do dia reescrevendo uma nova lista;
  • Começe com 3-5 tarefas prioritárias que você sabe quer irá cumprir;
  • Avalie as tarefas que devem ser feitas e outras que você gostaria que fossem feitas;
  • Coloque as tarefas que você imagina que não conseguirá fazer hoje em uma lista para o dia seguinte.

Pode parecer chato ter que repassar a lista todos os dias, mas criar este hábito facilitará estabelecer as prioridades e certificar o que é realmente possível ser feito. Este é o motivo citado pelo Day-Timer:

          "Quando você está se sentindo estagnado, reescrever a lista dá uma compreensão mais realista do que se pode fazer hoje. Mantenha sempre a lista simples - não faz sentido criar uma lista de lavanderia gigante com coisas que você nunca vai fazer. Faça sempre tarefas que se encaixem no tempo que você tem disponível." Via Day-Timer

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Estivemos estes últimos meses voltados para implementações no site, mas não esquecemos o blog, e agora estamos de volta com novos artigos por aqui!

Vou procurar abordar toda semana algum assunto relacionado ao dia a dia do trabalho, pois todos nós gostamos de ter um ambiente de trabalho saudável e produtivo, certo? Tem bastante coisa interessante para discutirmos, vou demonstrar um pouco do que tenho vivenciado nestes anos empreendendo, mas ao mesmo tempo quero trocar experiências, pois este é o grande motivo de compartilhar assuntos como estes.

Neste primeiro post vamos falar de algo que sou extremamente adepto e já trabalho há mais de 4 anos nesse sistema, trabalho com equipe remota. Semana passada encontrei este artigo no Inc, escrito por Benjamin Wald, ele apresenta dicas para selecionar a pessoa certa para exercer esse tipo de trabalho remoto na sua empresa. Ele começa instigante: "Nem todo funcionário quer ou precisa estar em um escritório com o restante da equipe". E isso é cada vez mais realidade, principalmente para empresas de internet onde há a liberdade de permitir o contato somente virtual.

Foto: Lifehacker

Abaixo explico algumas das questões levantadas por Wald no momento de criar uma equipe remota:

Escolher pessoas que realmente gostem e já tiveram experiência de trabalhar de casa
Este será o principal ambiente de trabalho desta pessoa. Por mais que hoje existam diversos espaços de coworking e cafés com internet, trabalhar de casa é mais cômodo, é o seu ambiente e além de tudo é muito mais barato.

Utilizar o potencial das ferramentas web
Existem serviços ótimos para gerenciamento e organização das informações de cada projeto. Utilizamos o Basecamp há anos, uma ferramenta excelente para simplificar e melhorar a comunicação entre membros da equipe. Para comunicação não falta ferramenta: Gtalk, Skype e Gotomeeting são somente alguns exemplos. Vídeo, voz ou chat, basta saber a necessidade, testar a ferramenta e decidir a melhor opção.

Escolher qual tipo de serviço ser remoto
Não é todo tipo de serviço que podemos ser 100% virtual. Design e desenvolvimeto são áreas com total possibilidade dessa prática, mas em profissões onde estar de frente com o cliente se faz necessário, uma reunião por vídeo às vezes não é suficiente e não substitui o contato pessoal.

Além destes pontos eu ainda adicionaria mais dois pontos que considero extremamente importante no momento de montar e gerenciar sua equipe remota:

Definir os horários de trabalho para cada membro do time
Cada pessoa tem seu horário onde rende mais, algumas são mais noturnas e outras preferem acordar cedo. Isto impacta no planejamento dos trabalhos, e saber disso é ponto crucial para delegar tarefas e cobrar resultado.

Reuniões rápidas e constantes
Mesmo se tratando de uma equipe remota é necessário manter a "casa em ordem", definir as tarefas do dia, repassar o que ficou do dia anterior e interagir sempre que for necessário. A comunicação constante é fundamental para manter o time engajado e os projetos no prazo.

Trabalhar remotamente não é fácil, requer disciplina e entrosamento, mas os benefícos são diversos, como tempo de locomoção, custo de escritório e até mesmo o fato do talento que você está procurando não estar na sua cidade ;)

E você, trabalha ou já trabalhou remoto? Havendo a oportunidade tentaria ou prefere o fato de estar presente fisicamente na empresa?

Sobre o autor: Fabiano Meneghetti - Formado em arquitetura, trabalha com web desde 2003. Co-fundador da Zee e Openjobs. Entre em contato pelo twitter @FabianoMe.

Depois de praticamente 1 mês de lançamento do Banco de Currículos no Openjobs, já estamos com uma boa base de currículos. Foi um mês onde colhemos feedbacks, analisamos o uso e fizemos pequenas implementações visando melhorar ainda mais a experiência de nossos usuários.

Hoje iremos mostrar como é simples o processo de cadastramento. Para quem já fez, é um incentivo para atualizar seus dados e complementar informações. Para os que ainda não fazem parte deste grupo de candidatos, peguem um café e dediquem apenas 5 minutos, tempo suficiente para criar seu currículo na base do Openjobs e participar dos processos seletivos das empresas mais bacanas do país.

Passo 1: Autenticando

Para cadastrar seu currículo e ter a possibilidade de atualizá-lo a qualquer momento, é preciso criar um cadastro rápido. Não quer criar uma nova conta? Utilize seu login do Twitter ou Facebook.

Passo 2: Complementando informações

Depois de você ter feito o cadastro, é hora de nos dizer quem você é, quais são suas habilidades, conhecimentos, interesses, etc. Quanto mais informações soubermos sobre você, mais fácil será de encontrá-lo quando surgir uma oportunidade com o seu perfil.

Visualizando o currículo

Pronto! Seu currículo está cadastrado e as empresas terão acesso ao seu perfil com este formato. Você pode acessar o Openjobs e editar seus dados quando desejar. É muito importante que seus dados estejam sempre atualizados!

Participando do Banco de Currículos do Openjobs, aumentam ainda mais as chances de você ser encontrado para uma nova oportunidade de trabalho. Vamos lá, pegue seu café e cadastre-se ;)

Ops! Nenhuma vaga encontrada com esse critério de busca.
Seja nosso parceiro

Ajude a divulgar vagas do Openjobs no seu site ou blog e em troca colocamos seu logo em nosso blog.

Estamos abertos para conversar outros formatos de parceria. Envie email para contato@openjobs.com.br.